menu

Saullo Vianna busca SSP para discutir estratégias de combate a piratas nos rios do Amazonas

Saullo Vianna busca SSP para discutir estratégias de combate a piratas nos rios do Amazonas FOTO: Assessoria Deputado Saullo Vianna Notícia do dia 30/11/2021

A falta de segurança nos rios tem sido um dos principais pleitos recebidos pelo deputado estadual Saullo Vianna (PTB), durante suas viagens ao interior do Amazonas. Visando buscar soluções com os órgãos competentes, o parlamentar levou as denúncias ao secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, durante reunião realizada nesta segunda-feira (29). O roubo de combustíveis tem sido um dos alvos dos criminosos. 

 

A reunião também contou com a presença de representantes do setor de transportes fluviais, que têm sofrido constantes ataques e roubos de cargas. Segundo os empresários, somente neste ano, foram registrados mais de 10 assaltos a combustíveis, nos rios do Amazonas. 

 

Para o deputado, é necessário que o Estado assuma o controle da situação, em uma união de forças com todas as esferas da segurança, antes que outros setores também sejam afetados, além de prejudicar ainda mais as comunidades ribeirinhas. 

 

“É necessário ter a mão do Estado nessa situação. Não podemos chegar ao ponto de as empresas deixarem de fazer os transportes e as termoelétricas ficarem desabastecidas. Os municípios mais distantes serão os mais afetados, pois dependem dos combustíveis”, ressaltou. 

 

Além da segurança, o deputado destacou a perda na arrecadação que o Estado tem sofrido, visto que os produtos frutos dos roubos são revendidos sem o devido pagamento de impostos. 

 

“É necessário realizar serviços de inteligência nesses locais, pois todo mundo sabe quem são os autores e quem compra o fruto desses roubos. Então, a partir do momento em que houver um trabalho de investigação e apertar esse pessoal, eles vão começar a sentir que não vão mais poder trabalhar dessa forma”, afirmou Saullo. 

 

Para traçar estratégias que solucionem o problema, o secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, reunirá novamente com o setor de transportes fluviais, recolhendo dados técnicos para que seja realizada uma operação com o intuito de inibir a ação dos criminosos. 

 

"Realizaremos outras reuniões, agregando outros órgãos que realizam a atividade de segurança nos rios, como a Marinha e Polícia Federal. Nós estamos com o projeto de lançar uma base na calha do Rio Negro, reforçando a segurança nessa região. E, futuramente, vamos chegar em outros locais, para atender nossos municípios", disse. 

 

Segurança das comunidades ribeirinhas - Saullo Vianna também chamou a atenção para a segurança das comunidades que vivem mais próximas dos rios, que são as mais afetadas pelas práticas criminosas. 

 

"Essa também é uma questão social, pois as pessoas que moram na beira dos rios estão sofrendo as consequências dessa situação. Já passamos por lugares em que as pessoas relataram que os piratas dos rios estão tomando as comunidades, tornando-os reféns desses criminosos. Eles se misturam com os moradores, na tentativa de passarem despercebidos", pontuou.