menu

Governo do Amazonas registra 31 prisões de pessoas envolvidas em ações criminosas na capital e interior

Mais de 40 barreiras de fiscalização foram montadas em toda a cidade para abordagens e vistorias em veículos.

Governo do Amazonas registra 31 prisões de pessoas envolvidas em ações criminosas na capital e interior Notícia do dia 07/06/2021

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), registrou, até o início da tarde desta segunda-feira (07/06), 31 prisões de pessoas envolvidas em incêndios, depredações em veículos, espaços públicos e agências bancárias. As ações foram executadas tanto na capital quanto no interior do estado, nos municípios de Carauari, Careiro da Várzea e Rio Preto da Eva.
 

Em coletiva de imprensa, o secretário de Segurança Pública, Louismar Bonates, destacou que entre os presos estão alguns dos líderes que comandavam os ataques. Nas ações, duas armas de fogo foram apreendidas, entre elas uma metralhadora. Como medida de segurança, mais de 40 barreiras de fiscalização foram montadas em toda a cidade para abordagens e vistorias de veículos, entre elas uma na cabeceira da Ponte Jornalista Phelippe Daou, a Ponte Rio Negro. 
 

“O objetivo é vistoriar os carros para verificar se não estão levando combustível ou alguma arma de fogo. Um dos objetivos e determinação do governador Wilson Lima é que essas ações da polícia cheguem ao interior do estado. Inclusive, essa ação que estamos fazendo aqui na Ponte Rio Negro visa isso: impedir que meliantes se desloquem para a Região Metropolitana e lá cometam essas ações”, afirmou Bonates. 
 

As ações contam, ainda, com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) deslocados de Roraima e que estão atuando nos municípios do Careiro Castanho e Careiro da Várzea. Segundo o secretário, um novo efetivo deve ser conduzido do Rio de Janeiro para o Amazonas. 
 

Força Nacional – Ainda na noite de domingo (06/06), o governador Wilson Lima formalizou o pedido de apoio ao Ministério da Justiça e Segurança Pública para o envio de tropa da Força Nacional de Segurança. A meta é reforçar o trabalho das forças de segurança estaduais no combate ao crime organizado no Amazonas. 
 

Conforme o secretário Louismar Bonates, mais de 250 equipes das Polícias Civil e Militar foram colocadas nas ruas devido aos ataques criminosos. Com a chegada das tropas da Força Nacional, será possível fortalecer as ações no interior do estado. A data para a chegada da tropa e a quantidade de policiais a ser enviada ao Amazonas ainda não está confirmada. 
 

“A Secretaria Nacional de Segurança Pública está avaliando, junto com a sua equipe, quais são os policiais e quantos pode mandar para cá, considerando que eles também têm outras missões de outros estados da federação. Vai ser disponibilizado o maior número possível que esteja em condições de vir para cá”, disse Bonates. 
 

Notícias falsas – Outro ponto tratado pelo secretário de Segurança Pública diz respeito ao compartilhamento de informações, notícias e vídeos falsos nas redes sociais. Louismar Bonates afirma que o impacto deste tipo de atitude é grande, criando um sentimento de pavor nas famílias. Ele orienta a população a não repassar informações sem a confirmação da veracidade delas. 
 

“Estão utilizando matérias antigas, muitas fake news, inclusive antigas, e replicando agora. Isso é muito prejudicial e leva um temor desnecessário para a população. O que eu peço ao cidadão de bem é que não replique, antes de querer ser o primeiro a passar a matéria, que verifique se aquela informação é verídica para que depois você possa passar aquela informação para outras pessoas”.