menu

Equipe de filiada da TV Globo é agredida durante reportagem sobre as eleições em MG

Repórter e cinegrafista estavam na cidade para mostrar situação da saúde e ouvir candidatos. Prefeito diz que vai instaurar procedimento administrativo

Equipe de filiada da TV Globo é agredida durante reportagem sobre as eleições em MG Imagem mostra equipe da TV Integração sendo agredida em frente a hospital de Prata - Foto: Reprodução/Internet Notícia do dia 29/10/2020

Da Redação

Prata/MG - Uma equipe da TV Integração foi agredida na manhã desta quinta-feira (29), em frente ao Pronto Atendimento de Saúde Municipal (PAM) de Prata, enquanto fazia reportagem para cobertura eleitoral. Durante o ato, o cinegrafista Stanley Matias deixou a câmera ligada e fez o registro.

 

O prefeito Anuar Arantes Amuy (MDB) se posicionou sobre o ocorrido e disse que todos os envolvidos foram identificados. Já a Polícia Civil informou que vai acompanhar o caso. Veja abaixo notas da emissora afiliada Globo e de associações.

 

Agressão

Enquanto o repórter Arcênio Corrêa entrevistava funcionários do PAM, em uma reportagem feita após denúncia de moradores sobre as condições físicas do prédio, um homem que se identificou como médico de nome Jackeny Melo foi tirar satisfação com a equipe. O jornalista conversava com o agressor, que avançou e tentou tomar o microfone e o celular.

 

Enquanto isso, outro homem não identificado, que estava perto, agarrou o repórter por trás e o enforcou. O cinegrafista Stanley Matias tentou separar os dois. Em seguida, o agressor, não identificado, saiu da confusão, jogou um celular no chão e fugiu.

 

A equipe acionou a Polícia Militar para registrar um Boletim de Ocorrência e fez exame de corpo e de delito. O repórter Arcênio Corrêa foi atendido queixando-se de dor nas costas, lesões nos braços e dores ao engolir. Ele teve escoriações leves, segundo boletim médico.

 

O prefeito disse para a produção da TV Integração que lamentava o ocorrido e repudiou as agressões à equipe. Um procedimento administrativo será instaurado para apurar o fato.

 

Ainda na parte da tarde, o prefeito exonerou o servidor Diego Vilela Pita do cargo de supervisor de Cultura de Prata e informou, também, que o contrato com o médico Jaqueni Melo com o PAM deve ser rescindido. Ele ainda é médico do Programa Saúde da Família (PSF), mas nesta atividade está neste momento em férias. A produção da TV Integração tentou contato com o médico, mas ele não atendeu as ligações. Já Pita não foi localizado pela emissora.

 

A reportagem também procurou o médico para se posicionar sobre a agressão, mas até a última atualização da reportagem, as ligações não foram atendidas.

 

Polícia Civil

O delegado-chefe do 9º Departamento de Polícia Civil, Marcos Tadeu Brandão, disse que iria aguardar o fechamento da ocorrência policial para ouvir o relato da equipe de reportagem.

 

*Com informações do G1