menu

Saullo Vianna propõe debates propositivos para busca de soluções na Saúde do AM

Saullo Vianna propõe debates propositivos para busca de soluções na Saúde do AM Deputado estadual Saullo Vianna. Foto: Divulgação. Notícia do dia 26/09/2019

Manaus (AM) - O deputado Saullo Vianna (PPS) defendeu, nesta quarta-feira (25), que sejam apresentadas propostas para melhoria nos serviços oferecidos nas unidades de Sáude do Estado do Amazonas.

 

Para ele, é preciso muito mais que apontar os problemas, e sim, ter ideias propositivas e eficientes para solucionar junto ao governo. “Existem algumas situações que são importantes que a gente não esqueça. Como por exemplo, Estado do Amazonas utiliza 23% do seu orçamento para custeio dos serviços em Saúde”, ponderou.

 

Saullo citou também que a rede pública de saúde é de atendimento universal, ou seja, qualquer paciente de alta complexidade, mesmo possuindo plano de saúde, em caso de acidente de trânsito, por exemplo, é encaminhado para ser atendido no Hospital João Lúcio ou no 28 de Agosto.

 

“Além disso, outro fator que contribuiu para aumento da demanda nas unidades públicas de saúde, foi a perda de 40 mil postos de emprego no Polo Industrial de Manaus nos últimos anos. Todos os dependentes que eram beneficiados com planos de saúde, infelizmente, precisaram acessar o serviço público”, explicou.


O parlamentar disse ainda que o Governo do Estado tem trabalhado para minimizar os problemas e melhorar a questão do atendimento tanto na capital quanto no interior. “Vale ressaltar que atual Governo possui orçamento para Saúde de R$ 2,4 bilhões, com um déficit orçamentário de R$ 1,2 bilhão e uma dívida de governos anteriores de R$ 1 bilhão. O esforço tem sido feito para minimizar os impactos.”

 

“Todos os deputados aqui têm a intenção de ajudar a melhorar os serviços da Saúde. Na semana passada, recebemos os servidores da Unisol, que trabalham no Hospital Francisca Mende. A Unisol administra a unidade há 13 anos, mas contrato vence o fim deste ano e não pode ser renovado. Ao todo, a Unisol tem que pagar de verba indenizatória aos funcionários R$ 30 milhões mas possui este recurso. Quem vai ter que pagar essa conta? O Estado e é mais um problema que o governo vai ter que enfrentar. Estamos nos colocando à disposição para poder ajudar nessa situação”, finalizou.

 

Assessoria